Vereadora é agarrada em sessão na Câmara de Florianópolis e cobra punição: ‘É inaceitável’

Marquinhos da Silva tentou beijar Carla Ayres durante votação; parlamentar informou que registrará um Boletim de Ocorrência pelo crimes de importunação sexual, além de acionar a Comissão de Ética por quebra de decoro

Reprodução/YouTube/Câmara Municipal de FlorianópolisVereadora Carla Ayres é agarrada pelo colega Marquinhos da Silva, que tentou beijá-la durante sessão legislativa

Uma cena durante a sessão legislativa da Câmara Municipal de Florianópolis (SC) chamou a atenção na última quarta-feira, 7, quando o vereador Marquinhos da Silva (PSC) agarrou sua colega, Carla Ayres (PT), e tentou beijá-la à força. Após a parlamentar descer a tribuna em meio a discussão de um projeto, é possível observar nas imagens da TV Câmara que o político puxa o braço da petista, a segura e realiza um movimento para beijar seu pescoço. Após o caso repercutir nas redes sociais, Ayres publicou uma nota em suas redes sociais onde ressalta que irá registrar um Boletim de Ocorrência pelos crimes de importunação sexual e violência política de gênero, além de encaminhar à Mesa Diretora da Câmara uma representação para que convoque a Comissão de Ética e debata uma possível quebra de decoro por parte de Marquinhos. “Diante dos casos sucessivos de importunação sexual e violência política de gênero no nosso país, não podemos aceitar como “brincadeira” o que há tanto tempo lutamos para dizer que é inaceitável. A postura do vereador confronta o decoro parlamentar e agride não apenas a mim, mas todas as mulheres de Florianópolis, que historicamente foram sub-representadas no parlamento municipal”, pontuou Carla.

O ato de assédio ocorreu após a aprovação da criação da Procuradoria da Mulher, que agora terá o poder de receber, analisar e encaminhar aos órgãos competentes as denúncias de violências e discriminação contra a mulher. “Não iremos retroceder, nem silenciar na busca por responsabilização pessoal e institucional decorrente de práticas violentas contra as mulheres do nosso país. O vereador Marquinhos também foi às redes e reconheceu seu erro por abordar “de maneira inconveniente” e “sem a autorização” da parlamentar, além de pedir desculpas pela ação. “Ressalto que em nenhum momento agi de maneira mal-intencionada, porém, fui infeliz em invadir o seu espaço. Diante disso peço minhas sinceras desculpas a ela e a todas as mulheres que se sentiram ofendidas pelo meu ato. Espero que a nobre vereadora, da qual tenho enorme apreço, aceite meu pedido de desculpas”, afirmou.



LEIA MATÉRIA ORIGINAL

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ANTERIOR

Consumidor de energia pagará conta de R$ 500 bilhões nos próximos anos

PRÓXIMO

Equipe de transição quer reverter liquidação da Ceitec

VEJA TAMBÉM
Total
0
Share