A imagem do desespero em Cabul: “Socorro, o Talibã vai me pegar!”