Petrobras Lança Gasolina Carbono Neutro

Antes de falarmos sobre a Gasolina Carbono Neutro, recém-lançada pela Petrobras, nós, do Engenharia 360, gostaríamos de comentar sobre o mercado de carbono. Para quem não sabe, esse é um mecanismo fundamental na luta contra as mudanças climáticas e atingir as metas estabelecidas no Acordo de Paris, de 2015!

A razão dos governos investirem em gestão de mercado de carbono é para tentar compensar as emissões de gases de efeito estufa (GEEs) por meio da negociação de créditos de carbono. Funciona assim: esses créditos vão representar a redução ou remoção de uma tonelada de dióxido de carbono equivalente (CO2) e podem ser adquiridos por empresas e países para compensar suas próprias emissões ou as de seus produtos. E é aí que entra a estatal brasileira!

PUBLICIDADE

Siga o InfoMais no Google News e acompanhe nossos destaques

CONTINUE LENDO ABAIXO

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
Imagem Agência Petrobras via Gazeta de Toledo

A Petrobras deu, recentemente, um passo significativo no sentido de lançar a Gasolina Petrobras Podium carbono neutro, a primeira gasolina brasileira a receber esse título. Sem contar que a empresa também adquiriu 175 mil créditos de carbono que foram gerados por meio de ações de preservação da Floresta Amazônica. Assim, ela se tornou a primeira empresa nacional a oferecer um combustível com emissões de GEE totalmente compensadas, reforçando seu compromisso com soluções de baixo carbono e produtos mais sustentáveis.

O mercado de carbono é fundamental nesse processo, pois permite a alocação eficiente de recursos para combater as mudanças climáticas, incentivando ações sustentáveis por parte das empresas.

O que significa dizer que a Gasolina Petrobras Podium é “carbono neutro”?

Na verdade, essa Gasolina Carbono Neutro já existe desde 2002, titulada como “combustível de alta performance”, por ter baixo teor de enxofre, maior octanagem de fábrica, reduzir a emissão dos gases de efeito estufa, e melhorar o desempenho dos veículos, contribuindo para sua eficiência em transporte.

Primeira Gasolina Carbono Neutro no Brasil
Imagem reproduzida de Petrobras

A nova Gasolina Carbono Neutro ou Gasolina Petrobras Podium recebeu esse rótulo, “carbono neutro”, justamente por esse esquema de compensação de emissões de gases de efeito estufa. Vale destacar que isso acontece durante o ciclo de vida do próprio combustível, através de ações de preservação e recuperação do meio ambiente. Essa ideia partiu da aplicação da metodologia de avaliação desse ciclo, em todas as suas etapas, desde a extração e produção das matérias-primas até o transporte, processamento, distribuição e uso final do combustível. A saber, os resultados dessa avaliação foram revisados por um painel de especialistas, garantindo sua confiabilidade.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Produção e venda da nova Gasolina Carbono Neutro

O fato é que a Petrobras quer mesmo ampliar seus investimentos em soluções de baixo carbono e oferecer produtos mais sustentáveis e eficientes.

A princípio, a produção da Gasolina Carbono Neutro acontece na Refinaria Presidente Bernardes, em Cubatão, São Paulo, e logo estará disponível exclusivamente em postos selecionados da empresa nas principais cidades do país.

Primeira Gasolina Carbono Neutro no Brasil
Imagem divulgação Petrobras via Revista RPA News

Como as empresas podem compensar suas emissões de gases de efeito estufa por meio do mercado de carbono?

Então, a Petrobras começa com essa metodologia de Avaliação do Ciclo de Vida (ACV), que envolve mensurações de emissão em etapas, como citado antes. A saber, os dados são revisadas por especialistas da consultoria ACV Brasil.

No geral, as empresas podem compensar suas emissões de gases de efeito estufa por meio do mercado de carbono, voltando ao termo de mercado citado no início desse texto. Por exemplo, adquirindo créditos de carbono. No caso da Petrobras, essa compensação vem mesmo antes da venda do seu produto ao consumidor.

Depois de medir emissões, identificando fontes e quantidades, pode-se adotar medidas internas para reduzir suas emissões, como investir em eficiência energética ou energias renováveis. Só que, mesmo após essas reduções, se as emissões persistirem, as empresas podem comprar créditos de carbono.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

São formas de obter créditos de carbono:

  • apoiar projetos ambientais e outros projetos de redução de emissões;
  • promover o reflorestamento;
  • e investir em energias limpas ou tecnologias de captura de carbono.

Na hora de comprar créditos de carbono, é necessário o investidor averiguar se esses créditos são de alta qualidade e verificados por padrões reconhecidos, como o Protocolo de Quioto ou o VCS (Verified Carbon Standard), para garantir a integridade ambiental dos mesmos. Depois será necessário formalizar a transação em comunicações corporativas e fazer o registro público dos créditos, como por meio do Registro de Créditos de Carbono da ONU, para garantir sua rastreabilidade e evitar a dupla contagem. Enfim, os créditos podem ser usados para compensar as emissões de carbono da sua empresa.

Veja Também:

As profissões na área do meio ambiente mais promissoras


Fontes: CNN Brasil.

Imagens: Todos os Créditos reservados aos respectivos proprietários (sem direitos autorais pretendidos). Caso eventualmente você se considere titular de direitos sobre algumas das imagens em questão, por favor entre em contato com [email protected] para que possa ser atribuído o respectivo crédito ou providenciada a sua remoção, conforme o caso.

Engenharia 360

Redação 360

Somos uma equipe de apaixonados por inovação, com “DNA” na Engenharia. Nosso objetivo é mostrar ao mundo a presença e beleza das engenharias em nossas vidas e toda transformação que podem promover na sociedade.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
Receba atualizações em nosso grupo de WhatsApp
VEJA TAMBÉM
Notas do CREA e CAU
SAIBA MAIS

Notas do CREA e CAU

É simplesmente inacreditável o que está acontecendo neste começo de dezembro de 2023 em Maceió, Alagoas. Estamos falando…