Preços da soja ficam mais altos após quarta elevação seguida de Chicago

Os preços da soja oscilaram entre estáveis e mais altos nesta sexta-feira (13) no mercado físico brasileiro. A quarta alta seguida de Chicago deu sustentação às cotações, apesar da pressão exercida pela queda do dólar. A procura melhorou, mas poucos negócios foram efetivados.

– Passo Fundo (RS): a saca de 60 quilos permaneceu em R$ 195,00

– Região das Missões: a cotação ficou em R$ 194,00

– Porto de Rio Grande: o preço permaneceu em R$ 198,00

– Cascavel (PR): o preço subiu de R$ 189,50 para R$ 190,50 a saca

– Porto de Paranaguá (PR): a saca avançou de R$ 196,50 para R$ 197,50

– Rondonópolis (MT): a saca aumentou de R$ 179,50 para R$ 180,00

– Dourados (MS): a cotação avançou de R$ 181,00 para R$ 182,00

– Rio Verde (GO): a saca passou de R$ 175,00 para R$ 176,00

Soja em Chicago

Os contratos futuros da soja negociados na Bolsa de Mercadorias de Chicago (CBOT) fecharam a sexta-feira com preços com boas altas, assegurando a valorização semanal. O mercado seguiu o comportamento de outras commodities e o clima mais calmo no financeiro. A aversão ao risco diminuiu com a possibilidade de afrouxamento do lockdown nas regiões da China.

Com isso, a expectativa de retomada da demanda chinesa garantiu a alta consistente em Chicago. A semana foi marcada pela forte queda de segunda nos preços e recuperação gradual no restante da semana.

Os exportadores privados norte-americanos reportaram ao Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) a venda de 132.000 toneladas de soja para a China. O volume será entregue na temporada 2021/22.

Os contratos da soja em grão com entrega em julho fecharam com alta de 32,75 centavos ou 2,02% a US$ 16,46 1/2 por bushel. A posição agosto teve cotação de US$ 15,95 1/2 por bushel, com ganho de 26,25 centavos de dólar ou 1,67%.

Nos subprodutos, a posição julho do farelo fechou com alta de US$ 13,30 ou 3,35% a US$ 409,30 por tonelada. No óleo, os contratos com vencimento em julho fecharam a 83,79 centavos de dólar, com ganho de 1,27 centavo ou 1,53%.

Câmbio

O dólar comercial encerrou a sessão em queda de 1,61%, sendo negociado a R$ 5,0580 para venda e a R$ 5,0560 para compra. Durante o dia, a moeda norte-americana oscilou entre a mínima de R$ 5,0460 e a máxima de R$ 5,1500. Na semana, o dólar teve desvalorização de 0,32%.

LEIA MATÉRIA ORIGINAL

Leia Mais

Relacionadas