Nova safra de milho movimenta pátio de triagem do Porto de Paranaguá

Conforme avança a colheita do milho no campo, principalmente do Paraná – onde já passa de 57% da área – a chegada do produto no Porto de Paranaguá vai se intensificando.

Em julho deste ano, aproximadamente 45 mil caminhões passaram pelo pátio de triagem do Porto de Paranaguá. Em 2021, 33.994 caminhões passaram pela triagem em julho.

Os picos de caminhões entrando no pátio diariamente, nesta semana, tem alcançado a média de 1,5 mil caminhões/dia. Em dia de maior movimento, neste mês, chegou a dois mil caminhões, em 24 horas.

O milho em grão foi o destaque do mês. Foram 246 mil toneladas contra 30 mil toneladas em julho de 2021.

“A expectativa é que a gente continue com um movimento forte, nós temos ainda as outras cargas transitando aqui com muita força, fertilizante ainda chegando com força, nós temos essa safra do milho, farelo que tem uma cadência regular aqui. Então a nossa expectativa é que a gente feche o trimestre quando comparado ao mesmo período do ano passado em mesmo nível de movimentação ou uma variação pequena para cima ou para baixo”. diz Luiz Fernando Garcia, diretor-presidente da Portos do Paraná.

Milho

De janeiro a julho deste ano, o volume de milho superou o total atingido de movimentação no mesmo período do ano passado chegando a marca 2,147 milhões toneladas.

Para se ter uma ideia, neste mesmo período, em 2021, eram 622 mil toneladas recebidas nos Portos do Paraná.

Movimentação em julho

Os Portos do Paraná fecharam julho com quase 5 milhões e meio de toneladas movimentadas, no melhor mês de 2022 até o momento. Nos primeiros sete meses do ano, foram mais de 34 milhões de toneladas movimentadas.

A perspectiva é de salto na capacidade portuária a partir do projeto do “Moegão”, que vai receber um investimento de R$ 500 milhões para absorver a produção transportada via trem.

Com isso, a expectativa é de ampliar a capacidade de descarga de 550 para 900 vagões por dia, concluindo a melhoria do terceiro modal envolvido nas operações dos Portos do Paraná.

LEIA MATÉRIA ORIGINAL

Leia Mais

Relacionadas