Entrega de fertilizantes ao mercado recua 4,7% em maio, diz Anda

As entregas de fertilizantes ao consumidor final somaram em maio 3,256 milhões de toneladas, 4,7% menos em comparação com igual mês do ano passado.

No acumulado do ano, o volume entregue ao mercado, de 14,624 milhões de toneladas, é 1,7% superior ao verificado nos primeiros cinco meses de 2021. Os dados, da Associação Nacional para Difusão de Adubos (Anda), são os mais recentes divulgados pela entidade.

Mato Grosso lidera as entregas de janeiro a maio deste ano, com 25,2% do total (3,686 milhões de t), seguido pelo Paraná (1,858 milhão de t) e por Goiás (1,707 milhão de t). Na sequência aparecem os estados de São Paulo (1,685 milhão de t), Minas Gerais (1,211 milhão de t) e Rio Grande do Sul (1,154 milhão de t).

Em maio, a produção nacional de fertilizantes intermediários aumentou 14,6% na comparação anual. Foram 689,612 mil toneladas de adubos intermediários produzidos no mês. A produção acumulada nos cinco meses do ano, de 3,259 milhões de toneladas, foi 20,5% superior à do mesmo período do ano passado.

Já a importação de adubos intermediários aumentou 3,9% em maio ante igual mês de 2021, a 3,100 milhões de toneladas. O volume de fertilizantes intermediários importados nos primeiros cinco meses do ano, de 14,320 milhões de toneladas, foi 15,7% superior ao de igual período do ano passado. A maior parte do volume importado no acumulado do ano, 4,552 milhões de toneladas (31,8% do total), chegou ao País pelo Porto de Paranaguá – crescimento de 15,1% na comparação com igual período do ano passado.

As exportações do produto em maio caíram 54,5% ante igual mês de 2021, com 33,004 mil toneladas vendidas ao mercado externo no mês. De janeiro a maio deste ano, o volume exportado chegou a 175,923 mil toneladas, queda anual de 25,6%.

Os estoques de produtos intermediários para fertilizantes e formulações NPK (de nitrogênio, fósforo e potássio) chegavam a 7,274 milhões de toneladas em 31 de dezembro de 2021, 17,3% acima dos 6,20 milhões de toneladas reportadas ao fim de 2020, segundo a Anda.

LEIA MATÉRIA ORIGINAL

Leia Mais

Relacionadas